Notícias

ALMG promove último encontro regional do Fórum das Startups

31 outubro 2016

CNM2

Objetivo de evento em Montes Claros é colher sugestões para política de estímulo a esses empreendimentos

Montes Claros, no Norte de Minas, recebe o último encontro regional do Fórum Técnico Startups em Minas – A Construção de uma Nova Política Pública, promovido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), na sexta-feira (04/11). O evento já foi realizado em outras três cidades mineiras. As atividades serão no Auditório Mario Ribeiro da Silveira da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), na Avenida Ruy Braga, s/n, bairro Vila Mauricéia. O credenciamento tem início às 8 horas. Interessados em participar podem se inscrever pelo Portal da ALMG até quarta-feira (02/11).

O objetivo do fórum é colher sugestões da sociedade para a criação de uma política estadual de estímulo ao desenvolvimento das startups. Essas empresas podem ser definidas como organizações no início de suas atividades, projetadas para explorar novos produtos ou serviços, sob condições de extrema incerteza mercadológica.

Programação
Logo na abertura, o público participará de um painel de contextualização, com o superintendente de Inovação Tecnológica da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Roberto Rosenbaum.

Estarão presentes também o secretário executivo da Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Agropecuária Norte Mineira (Fundetec), Haroldo de Moraes Lopes; o desenvolvedor da AgroWet, Lucas Teixeira Moura Soares; o CEO da empresa Embratec, desenvolvedora do aplicativo Advogar, Rômulo Gomes Lima; o fundador do Entregar, Maycon Willer Ribeiro Machado e o fundador da Quero Publicidade e co-fundador da ResultaDo, Renan Soares Teixeira.

Após o painel, os participantes se dividem em discussões em grupos de trabalho, que devem prosseguir até o fim da tarde. No momento da inscrição, que é individual, a pessoa escolhe o grupo de trabalho do qual pretende participar. São três: Startups, empreendedorismo e inovação: Conceitos, cultura e atores; Startups, políticas e desburocratização; e Startups, investimentos e incentivos.

Além dessas atividades, também acontecerão durante o evento a discussão e a aprovação do documento de propostas e a eleição dos representantes regionais para a etapa final do fórum técnico, que será na ALMG entre 23 e 25 de novembro.

Um dos estímulos à criação de startups em Montes Claros é a Coordenadoria de Inovação Tecnológica da Unimontes, que, desde 2012, abriga a Incubadora de Empresas de Base Tecnológica (Inemontes), além do Núcleo de Propriedade Intelectual e Inovação Tecnológica (Ágora Unimontes).

Segundo a diretora-executiva da Inemontes, Sara Gonçalves Antunes de Souza, o objetivo da incubadora é fomentar empreendimentos, contribuindo com a formação e a fixação na cidade de mão de obra qualificada e com o desenvolvimento de todo o Norte de Minas. A incubadora dá apoio inicial na parte de legislação, de contabilidade e de acompanhamento de uma empresa.

Na opinião de Sara Antunes, nos últimos anos, tem acontecido um “movimento forte” em Montes Claros em prol das startups e da inovação. “Cito, como exemplo, a Minas UP, que é formada por um grupo imenso de empreendedores”, destaca.

Empreendedorismo
Sara Antunes, da Inemontes, também lembra a realização da 1ª Semana de Inovação e Empreendedorismo, com atividades de gestão, tecnologia e inovação para o sucesso de uma empresa. O evento foi promovido pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) na Unimontes e em diversas instituições de ensino de Montes Claros, entre 24 e 27 de outubro. “Estamos em um movimento pró-startups e de unir universidades para mostrar a importância da inovação no desenvolvimento da região”, pontua.

Para Fernando Toledo, da Minas UP, “as universidades locais estão entendendo a importância do tema para os acadêmicos, ao instigar e fomentar o empreendedorismo entre os estudantes, mesmo antes de concluírem seus cursos”. Ele acredita, ainda, que o fórum a ser promovido pela ALMG na cidade será “muito positivo”.

Na visão de Sara Antunes, o novo marco legal proposto pelo Projeto de Lei (PL) 3.578/16 vai contribuir para o crescimento desses empreendimentos. “Acho extremamente importante esse projeto. O grande problema no País é a falta de marcos legais e a insegurança jurídica. Se não há regras claras, ninguém investe. E uma lei é fundamental para estimular as empresas a investirem em inovação”, ressalta. O PL 3.578/16 é de autoria dos deputados Dalmo Ribeiro e Antônio Carlos Arantes.

Categorias de Notícias

Voltar ao topo