Notícias

Assembleia vai debater medidas preventivas ao jogo da Baleia Azul

27 abril 2017

Foi aprovado nesta quarta-feira (26/04), na Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), requerimento de autoria do deputado Dalmo Ribeiro, solicitando a realização de audiência pública para debater medidas de prevenção ao jogo Baleia Azul, bem como propor a investigação de sua origem em Minas Gerais, com a responsabilização dos autores e a extinção do jogo.

“Estamos buscando compreender este fenômeno que tem atraído jovens e adolescentes de Minas, do Brasil e do mundo. Precisamos encontrar caminhos que coíbam a prática da disseminação deste jogo, além de punir aqueles que incentivam este tipo de crime. Vamos atuar, de maneira muito firme, pela preservação da vida dos nossos jovens e adolescentes”, explica o 2º vice-presidente da ALMG.

Serão convidados membros do Ministério Público Federal e do Estadual, da Delegacia Especializada de Investigações de Crimes Cibernéticos, da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente, da Ordem dos Advogados do Brasil em Minas, Polícia Federal, conselheiros tutelares, dentre outras autoridades.

Casos em Minas
A morte de um jovem que morava em Pará de Minas, na região Central do Estado, pode ter relação com o jogo Baleia Azul. A suspeita foi levantada pela mãe da vítima, que tinha 19 anos, e a Polícia Civil está investigando o caso. Outra morte em Belo Horizonte também pode ter relação com o jogo e está sendo apurada pela polícia.

Casos de envolvimentos suspeitos em Manhuaçu, em que uma adolescente foi encontrada desmaiada em casa, e outro Ipanema, no Vale do Rio Doce, onde circularam boatos de envenenamento de crianças do município, foram relacionados ao jogo e também estão sob investigação.

Sobre o jogo
O jogo envolve uma série de tarefas dadas pelos curadores, aqueles que administram o jogo, que os jogadores devem completar, normalmente uma por dia, algumas das quais envolvem auto-mutilação. Algumas tarefas podem ser dadas com antecedência, outras podem ser repassadas pelos curadores no dia, sendo para última tarefa o suicídio. Acredita-se que o primeiro caso fatal relacionado ao jogo tenha ocorrido em 2015, na Rússia.

Categorias de Notícias

Voltar ao topo