Notícias

Audiência pública debate altos índices de trotes para corporações de segurança do Estado

17 novembro 2015

O alto número de trotes para os telefones das polícias Civil e Militar e para o Corpo de Bombeiros foi o tema debatido, nesta terça-feira (17/11), em audiência pública na Assembleia Legislativa, requerida pelo deputado Dalmo Ribeiro.

Durante a reunião, Dalmo Ribeiro destacou o motivo que o levou a fazer o requerimento. “Quem custeia as ligações para o 190 da Polícia Militar, para o 197 da Polícia Civil e para o 193 do Corpo de Bombeiros é o cidadão, que paga pelo serviço e também deixa de ser atendido”, destacou.

DSC_2544

Alto índice de trotes

O sargento Ataliba Faria, chefe da Seção de Análise, Inteligência e Controle de Qualidade do Centro Integrado de Comunicação Operacional (Cicop) da Polícia Militar, destacou os números diários de ligações no 190 para os municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

“Diariamente recebemos uma média de 18.842 ligações, sendo 3.284 trotes (cerca de 17%), além de 5.788 (31%) ligações que não falam nada”, disse Faria. Até outubro deste ano, foram 4,3 milhões de chamados no 190 da RMBH, sendo 708.461 trotes. Boa parte das ligações são atribuídas a crianças e adolescentes, com maior incidência nos horários de saída das escolas ou nas férias escolares.

Segundo o coordenador do Centro de Operações do Corpo de Bombeiros Militar, capitão Cristiano Silva, dos 9.000 chamados realizados semanalmente para o 193, compreendendo os municípios da RMBH, cerca de 3.000 são trotes.

A superintendente adjunta de Informação e Inteligência da Polícia Civil, Yukari Miyata, ressaltou que somente neste ano a corporação recebeu 192.000 chamados na RMBH, sendo 35.000 trotes.

“A comunicação falsa de crime está prevista no código penal brasileiro, em seu artigo 340, com pena de detenção de um a seis meses. É necessário que o governo estadual reforce as campanhas educativas para diminuir o número de trotes”, concluiu o deputado Dalmo, que também enfatizou a necessidade de mais informações sobre o tema, a fim de subsidiar ações no âmbito do Legislativo.

DSC_2565

Educação

A PM apresentou durante a audiência um projeto educativo que desenvolveu para coibir os trotes, chamado “Amiguinhos do 190”, desenvolvido a partir do trabalho já realizado na “Transitolândia”, cidade mirim, com ruas, praças, postos de gasolina, semáforos e veículos (bicicletas e velocípedes), instalada em Belo Horizonte. O projeto está em fase de implantação, com lançamento previsto para dezembro.

Categorias de Notícias

Voltar ao topo