Foto: Reprodução/Gramper - Circuito das Águas

Gramper reunirá apaixonados pelo ciclismo de estrada

Um grande evento de ciclismo percorrerá as cidades de São Lourenço, Caxambu e Pouso Alto no próximo domingo (16/06), reunindo atletas amadores e apaixonados pelo esporte. O Gramper – Circuito das Águas é um projeto de ciclismo de estrada, modalidade que no Brasil leva o nome de speed. A competição contará com a presença de respeitados profissionais da área.

O evento chega ao Circuito das Águas com a colaboração do deputado Dalmo Ribeiro, que levou lideranças políticas da região e organizadores do evento para uma reunião com representantes do DEER/MG (Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais) e da Polícia Rodoviária Federal. Na oportunidade, foi solicitada a liberação das vias para o trajeto das bicicletas e o patrulhamento, visando à segurança dos participantes.

Trajeto

A competição terá 3 categorias principais - feminina, masculina e de duplas mistas - divididas em outras subcategorias com base na idade e no peso dos participantes.

Com duas opções de trajeto – o longo, com 120 km de extensão, e o médio, com 88 km de extensão – o evento passará por três cidades do sul de Minas, São Lourenço, Caxambu e Pouso Alto. A competição terá como pontos inicial e final o Parque das Águas de São Lourenço.

A escolha das cidades se deu pelas características das estradas da região, com boas condições de asfalto, trechos arborizados e belas paisagens, além de muitas subidas, o que eleva o grau de desafio da competição.

Durante a realização do evento, as BR's 383, 460 e 354 ficarão interditadas para a circulação de carros, nas duas vias das estradas. Assim, garante-se a segurança dos atletas e do público que acompanha. O evento foi baseado na Liège-Bastogne-Liège, a clássica e mais antiga competição de ciclismo de estrada.

ICMS Turístico

A promoção do turismo é uma das bandeiras do deputado Dalmo Ribeiro. Em janeiro deste ano, foi sancionada a lei 23.244, oriunda de projeto de Dalmo que torna possível a declaração de utilidade pública dos circuitos turísticos de Minas Gerais.

Na reforma administrativa do governo Zema, o deputado lutou para que e Subsecretaria de Turismo mantivesse diretorias ligadas a ela, garantindo a continuidade de políticas públicas.

Em 2018, Dalmo liderou movimento em defesa dos municípios turísticos, ao se posicionar de forma contrária a projeto em tramitação na Assembleia alteraria os critérios de distribuição de ICMS. Essa mudança puniria justamente os municípios que recebem ICMS Turístico.

Após audiência pública na Assembleia convocada por Dalmo e que contou com a participação de representantes do turismo de todo o Estado, o projeto de lei 4.773, de 2017, teve sua tramitação suspensa, mantendo a distribuição de recursos do ICMS em razão de atividade turística.