O deputado Dalmo Ribeiro apresentou, nesta segunda-feira (2/04), requerimento pedindo providências ao governador do Estado para a instalação do Parque Tecnológico Aberto no Vale da Eletrônica, em Santa Rita do Sapucaí.

O reconhecimento do Vale como um Parque Tecnológico Aberto favorecerá a região por trazer mais visibilidade, oportunidades de negócios e benefícios fiscais para as empresas que se instalarem no local.

“Essa é uma medida muito importante para Santa Rita do Sapucaí e toda a região. É o próximo passo para o Vale, que hoje gera 15 mil empregos diretos e exporta para 41 países. Vamos cobrar incansavelmente para que o Estado avance nessa questão”, afirmou Dalmo.

O Vale da Eletrônica é como ficou conhecido o Arranjo Produtivo Local (APL) de Santa Rita do Sapucaí. Atualmente, ele sedia 153 empresas, que somente em 2017 faturaram R$ 3,2 bilhões, que significou uma expansão econômica de 12% no ano.

As empresas atendem setores como informática, telecomunicações, eletroeletrônica, segurança, entre outros. O Vale da Eletrônica também abriga laboratórios de pesquisa e centros de ensina.

Arranjo Produtivo

Em 2006, foi sancionada a lei 16.296, de autoria do deputado Dalmo Ribeiro, que instituiu a política de desenvolvimento estadual e regional por meio dos Arranjos Produtivos Locais (APLs).

Um Arranjo Produtivo Local (APL), como o Vale da Eletrônica, é uma cadeia produtiva reunida em certa região. Em um APL, há um vínculo entre empresas e instituições públicas ou privadas, entre as quais é estabelecida uma política de cooperação. Os APLs promovem o crescimento da atividade econômica, com ampliação de renda e geração de empregos.