O deputado Dalmo Ribeiro visitou o Santuário da Serra da Piedade, em Caeté, nessa terça-feira (16/04), para vistoriar as condições de exploração de minério próxima ao local. O compromisso foi realizado pela Comissão de Cultura da Assembleia Legislativa, após aprovação de requerimento do deputado Dalmo.

Também estiveram presentes religiosos, prefeitos, vereadores, ambientalistas e representantes da sociedade civil, que se uniram em uma Missa no Santuário da Padroeira de Minas Gerais e se posicionaram de forma contrária à mineração na região.

Em 1956, o Conjunto Arquitetônico e Paisagístico do Santuário Nossa Senhora da Piedade foi tombado pelo Iphan, além de reconhecido pela Unesco como reserva da biosfera. Anualmente, recebe mais de 500 mil fiéis e turistas.

Dalmo salientou a importância de se preservar a cultura e a religiosidade do local que já foi reconhecido pelo Papa João XXIII. “Precisamos preservar esse patrimônio, local de fé e imensa beleza natural”, afirmou.

O deputado agradeceu a acolhida do bispo auxiliar de Belo Horizonte, Dom Vicente Ferreira, do reitor do Santuário, padre Fernando Cesar do Nascimento, do padre Carlos Antônio e do diácono Luis Gustavo de Oliveira.

Mineração

Desde 2017, a exploração de minério nas proximidades do santuário foi retomada, após ser interrompida em 2005. Isso se deveu a uma decisão judicial obtida pela AVG Empreendimentos Minerários. Além disso, em fevereiro de 2018, a Câmara de Atividades Minerarias do Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam) aprovou a retomada da mineração no local de forma mais ampla.