Foto: Ricardo Barbosa/ALMG

 

Atrair investimentos, gerar emprego e renda, facilitar a vida do cidadão, estimular o empreendedorismo e a inovação. Esses são alguns dos objetivos da Frente Parlamentar pela Desburocratização, lançada nesta quarta-feira (5/06) na Assembleia Legislativa.

O lançamento ocorreu em audiência realizada pela Comissão de Constituição e Justiça e presidida pelo deputado Dalmo Ribeiro. O deputado Guilherme da Cunha é o idealizador da iniciativa, que reuniu parlamentares, empresários, representantes do governo estadual e da sociedade civil.

Para o deputado Dalmo, esta é uma iniciativa fundamental para colaborar com a recuperação econômica de Minas Gerais.

“Vamos analisar a legislação existente, dialogar com a sociedade, revisar processos. Temos confiança de que poderemos facilitar a vida do cidadão e de quem quer investir em Minas, fortalecendo a nossa economia e a geração de empregos”, afirmou Dalmo.

Apoio

Lideranças de segmentos representativos, empresários, lojistas e empreendedores parabenizaram os parlamentares pela criação da Frente e deram sugestões para a sua atuação.

O presidente da Fiemg, Flávio Roscoe, destacou que a burocracia eleva os custos do setor produtivo mineiro. “Ao ter seus custos elevados pelos custos burocráticos, estamos perdendo competitividade”.

A existência de leis com redação que deixam espaço para diferentes interpretações foi um dos alertas do presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza. “A burocracia interpreta as normas de forma diferenciada e isso atrapalha”.

O presidente da ACMinas, Agnaldo Diniz Filho, afirmou que Minas tem que estar pronta para voltar a crescer quando a economia melhorar. “Se temos um Estado desburocratizado, vamos estar prontos para crescer”, disse.