Notícias

Dalmo participa de audiência pública sobre o setor moveleiro em Ubá

17 julho 2015

O deputado Dalmo Ribeiro participou, nesta quinta-feira (16/07), de audiência pública na Câmara Municipal de Ubá, com o objetivo de debater a crise que atingiu o setor moveleiro do município e outras localidades da região. Principal atividade econômica da cidade, o que inclui fabricação e comércio, a indústria moveleira de Ubá abrigava em seu entorno 661 empresas fabricantes de móveis e empregava mais de 16 mil pessoas. Entretanto, segundo a Fiemg, os municípios da região, que contavam com um crescimento de 7% nas vendas, se surpreenderam com uma queda de 10%.

Nos últimos dois meses, ao menos seis fabricantes de móveis interromperam suas atividades e demitiram mais de 600 trabalhadores. Segundo o CAGED, em 2015 as demissões já somam 1.500 somente no setor. O comércio também foi afetado e aproximadamente 30 estabelecimentos fecharam as portas. Com a redução de pessoal de outras lojas, este ano o comércio já dispensou 2.400 trabalhadores em Ubá.

1n

“A dificuldade em pagar as contas do dia a dia e o medo do futuro desestimulam as pessoas a fazer compromissos a médio e longo prazos. Entre janeiro e agosto de 2014, a queda acumulada no faturamento do setor moveleiro de Ubá foi de 15% em relação ao mesmo período de 2013”, afirmou o deputado Dalmo.

Autor da lei 13271/1999, que autorizou o executivo a reduzir para até 12% a carga tributária do ICMS na produção de móveis com madeira industrializada, Dalmo acredita que medida semelhante precisa ser adotada pelo governo estadual, para que o setor moveleiro de Ubá e região não perca a competitividade e preserve o emprego da população local. Contem com a Assembleia Legislativa para cobrarmos dos governos estadual e federal uma política de incentivo e investimentos em infraestrutura para alavancar esse setor tão importante para Minas”, disse.

2n

Requerimentos

Foram propostos na reunião alguns requerimentos relacionados ao setor moveleiro da região. Entre eles, destaca-se a aprovação de uma lei que conceda às indústrias da Zona da Mata regime especial de tributação que reduza a alíquota de ICMS.

Categorias de Notícias

Voltar ao topo