Foto: Marcos Santos/USP Imagens/FotosPúblicas

O deputado Dalmo Ribeiro repudiou, nesta terça-feira (22/05), novo aumento na conta de luz dos mineiros, aprovado após pedido do governo Fernando Pimentel. O aumento médio de 23,19% entra em vigor na próxima segunda-feira (28) e é o maior dos últimos 10 anos, penalizando indústria, comércio e consumidores residenciais.

"É inacreditável a falta de sensibilidade do governo Pimentel. Em um momento de crise e de desemprego, o governo de Minas, que não mantém suas contas em dia, penaliza todos os mineiros com um aumento abusivo. É mais uma prova do descaso desse governo com a população", afirmou Dalmo.

O governo Pimentel tenta responsabilizar a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) pelo aumento, mas deixa de informar que o índice de aumento foi pedido pela Cemig com base na Medida Provisória (MP) 579, editada pela ex-presidente Dilma Rousseff.

Naquela época, em momento eleitoral, o governo federal do PT usou editou medida provisória para baratear momentaneamente as conta de luz. No entanto, esta ação criou um rombo bilionário a ser pago pelos consumidores brasileiros por muitos anos.