Requerimento foi protocolado nesta terça (3) no Plenário da Assembleia

O deputado Dalmo Ribeiro (PSDB) protocolou na tarde desta terça (3), no Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, requerimento que propõe a instalação de Comissão Extraordinária para debater junto à Agência Nacional das Águas (ANA) e ao Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) a mudança urgente das outorgas dos Lagos de Furnas e Peixoto. Nos próximos meses, a escassez das chuvas pode causar a diminuição dos lagos. 

Atualmente, para Furnas, a outorga de funcionamento para exploração das águas para geração de energia, segundo Resolução 110 da ANA, é de 754,18 metros.  Já para a represa de Peixoto, a outorga é de 655,58 metros. Movimentos de apoio à conservação dos Lagos pedem o mínimo de 762 metros para Furnas e 663 metros, para Peixoto.  

“Precisamos dar uma solução definitiva para essa questão, que já vem se arrastando há bastante tempo. Desde 2015, venho abordando o assunto aqui na Assembleia Legislativa”, comenta o parlamentar. Além da geração de energia, o Lago de Furnas é fonte para diversas outras atividades como o cultivo de peixes, o turismo, esportes aquáticos, além da navegação. Muitas comunidades ribeirinhas, utilizam tanto Furnas como Peixoto como fonte de sustento para as suas famílias. 

“Agora, precisamos que essa Comissão Extraordinária altere as outorgas, porque com a escassez das chuvas, nos próximos meses, é essencial que essa matéria seja novamente colocada em pauta e garanta a mudança urgente de 750 para 762 metros para o Lago de Furnas, e de 655,58 para 663 metros para o Lago Mascarenhas de Moraes (Peixoto)”, esclarece o Dalmo Ribeiro.