Notícias

Deputados cobram urgência em obras de estrada do Sul de MG

06 dezembro 2016

5_12_16_willian-dias_mg-290-8

Para tentar evitar as mortes que se repetem nos 90 quilômetros da MG-290, que liga os municípios de Pouso Alegre a Jacutinga, a Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) percorreu todo o trecho nesta segunda-feira (5/12), reunindo-se com prefeitos, representantes do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-MG) e ouvindo os apelos dos moradores.

Os parlamentares ouviram do diretor de Projetos do DER, Adalberto Bahia, que a minuta do projeto de reforma da rodovia deverá ser entregue pela empresa Strata Engenharia ainda antes do Natal. Com isso, a expectativa é que as obras possam ser inciadas em 2017.

Autor do requerimento para realização da visita, o deputado Dalmo Ribeiro  disse que a comissão irá encaminhar um relatório ao governador. “A partir deste encontro, faremos um relatório técnico, que será enviado ao governador, solicitando com urgência o início das obras emergenciais na nossa MG-290. Não dá para esperar mais”, afirmou Dalmo.

Após percorrer a rodovia, o deputado Anselmo José Domingos afirmou considerar a falta de acostamento e terceira faixa um dos mais graves problemas, principalmente considerando o grande número de curvas.

Governo pretende incluir MG-290 em parceria privada
O deputado Ulysses Gomes relatou que o governo irá publicar, em 2017, edital em busca de parcerias público-privadas (PPPs). O diretor do DER, Adalberto Bahia, disse que o projeto em finalização já definiu, entre outros pontos, a construção de acostamento em toda a extensão da rodovia, terceira faixa na saída de Pouso Alegre e 12 intercessões em cruzamentos perigosos. As intercessões são rotatórias alongadas, que disciplinam e facilitam o fluxo de veículos.

Nem todas as obras definidas, no entanto, podem ficar para a iniciativa privada, pois quanto maior o número dessas obras, mais caro fica o pedágio cobrado na PPP. O governo estuda, no momento, se executará parte dessas obras antes de oferecer a rodovia à iniciativa privada. É o que defende o prefeito de Ouro Fino, Maurício Lemos de Carvalho, para quem o traçado sinuoso da rodovia dificulta o interesse da iniciativa privada.

Carvalho é médico ortopedista e disse já ter atendido muitas vítimas da MG-290, apelidada de rodovia da morte, como várias outras. Já o prefeito de Bueno Brandão, Danilo Amâncio Costa, ressaltou que é fundamental duplicar a rodovia, assim que possível. “Quando a Fernão Dias foi duplicada, tinha um fluxo de 7,5 mil carros por dia. Aqui já temos mais de 8 mil”, afirmou. Também acompanharam a visita os prefeitos eleitos de Borda da Mata, André Marques, e de Monte Sião, José Pocai.

De acordo com a 17ª Cia. PM de Meio Ambiente e Trânsito, o número de acidentes na MG-290, entre janeiro e novembro de 2016, foi de 200, sendo que nove deles registraram vítimas. Está dentro da média dos últimos quatro anos. O comandante da unidade, major PM Renato Silva, acompanhou a visita dos deputados.

 

Foto: Willian Dias/ALMG

Categorias de Notícias

Voltar ao topo