Na Comissão de Administração Pública, foi realizada audiência requerida pelo deputado Dalmo Ribeiro, na terça-feira (12), para debater o Projeto de Lei 4.827/17, enviado pelo governador para apreciação da Assembleia Legislativa, para privatizar a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig). O presidente da empresa, Marco Antônio Castello Branco, esteve presente e fez alguns esclarecimentos acerca da proposta.

De acordo com o deputado Dalmo Ribeiro, o debate não foi suficiente para jogar luz ao projeto do governador. “O senhor presidente da Codemig não soube nos responder quanto o governo do Estado pretende arrecadar com a venda de 49% dos ativos da empresa. Outro questionamento não respondido foi sobre qual seria a destinação dos recursos adquiridos a partir da abertura de capital dessa empresa pública. Manifestei também minha preocupação em relação às diversas obras realizadas pela Codemig - será que elas continuariam sendo prioridade para os investidores privados?”, indagou.

Depois de um longo debate entre parlamentares e o representante da Codemig, os deputados presentes na audiência não ficaram satisfeitos com a urgência para a votação do projeto enviado pelo governador. “Entendo que a proposta não se apresenta suficientemente madura para que esta Casa possa votá-la ainda este ano. Existem muitos pontos obscuros a serem esclarecidos que apenas depois da análise dos parlamentares e do diálogo junto ao governo, compreenderemos se a medida realmente será benéfica para os seus verdadeiros donos da Codemig: o povo de Minas Gerais”, finalizou Dalmo Ribeiro.