Notícias

Edmar Bacha é homenageado pelo deputado Dalmo Ribeiro

30 junho 2017

Um dos autores do Plano Real, eleito para a ABL, economista lembra período em que foi servidor da ALMG

 

Ao ser homenageado na tarde do dia 28 de junho pela Comissão de Desenvolvimento Econômico da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), o professor e economista Edmar Bacha,um dos autores do Plano Real, recordou o tempo em que trabalhou como servidor do Parlamento mineiro, onde ingressou em 1959, aos 17 anos, como datilógrafo, vindo a exercer, depois, a função de redator parlamentar.

“É com muita emoção que retorno a esta Casa na qual ingressei como funcionário aos 17 anos”, afirmou Bacha, que foi homenageado por iniciativa do deputado Dalmo Ribeiro, em razão de sua posse como imortal da Academia Brasileira de Letras (ABL). Desde o dia 7 de abril deste ano, o economista mineiro, natural de Lambari (Sul de Minas), ocupa na ABL a cadeira de nº 40.

Em seu discurso, o economista agradeceu a homenagem, saudou os parlamentares e funcionários da Casa e lembrou passagens curiosas vividas como servidor da Assembleia, citando alguns deputados com quem conviveu, entre eles o ex-vice-presidente, ex-ministro e ex-governador Aureliano Chaves.

Segundo afirmou, o período em que trabalhou no Parlamento mineiro foi de grande aprendizagem. Na Assembleia, disse, não só aprofundou na prática os conhecimentos de língua portuguesa, que resultaram em sua posse na ABL, como também desenvolveu habilidades para negociar politicamente, o que teria sido fundamental para a aprovação do Plano Real, nos anos 1990.

Também natural do Sul de Minas, o deputado Dalmo Ribeiro se disse honrado por receber “um dos mais ilustres filhos de Lambari, que durante oito anos emprestou sua inteligência ao Legislativo mineiro na redação dos anais e documentos parlamentares”.

Belíndia
O parlamentar lembrou também o neologismo criado por Bacha – Belíndia, uma mistura de Bélgica e Índia, para ilustrar as flagrantes desigualdades sociais do Brasil. “A Assembleia está muito feliz por poder recepcionar um dos mais ilustres servidores do Parlamento mineiro”, disse, antes de entregar, ao lado dos demais componentes da Mesa, a placa de homenagem.

Bacha foi saudado também pelo ex-ministro do Trabalho no governo Fernando Henrique Cardoso, Paulo Paiva, que recordou sua atuação na equipe econômica que formulou o Plano Real. Para Paiva, Edmar Bacha pode ser considerado um dos três mais importantes economistas brasileiros da sua geração, ao lado de Celso Furtado e Mário Henrique Simonsen. “Um homem com profundo conhecimento das questões do País e que ajudou a transformar a economia brasileira”, disse.

Além do ex-ministro, também saudaram o homenageado o prefeito de Lambari, Sérgio Teixeira, e o ex-deputado Amilcar Martins, que falou em nome da Academia Mineira de Letras.

Categorias de Notícias

Voltar ao topo