Notícias

Situação dos horticultores do Sul de Minas é tema de audiência

04 maio 2017

Agricultores do Sul de Minas estão amargando prejuízos financeiros com os custos de produção que, muitas vezes, não são cobertos pelos valores pagos pelo mercado. Para debater a situação destes horticultores, em especial das culturas de morango, batata e brócolis, o 2º vice-presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado Dalmo Ribeiro, solicitou a realização de audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Econômico. A reunião será realizada na próxima terça-feira, 9 de maio, às 15h.

O Sul de Minas apresenta a maior área de produção e de agricultores na área de hortícolas como o morango, a batata e o brócolis. São mais de 17 mil agricultores familiares, com um PIB de R$1,9 milhão, segundo dados de 2015 divulgados pela Emater-MG.

“O valor do crédito rural hoje está aquém da necessidade do mercado e as condições climáticas têm provocado perda da qualidade dos produtos. Diante desta situação, o agricultor fica impossibilitado de honrar seus compromissos financeiros. Com a audiência, queremos analisar a possibilidade de que os produtores mutuários de crédito rural recebam o benefício da prorrogação do crédito em seus custeios agrícolas, além de ouvir mais sobre os problemas que eles têm enfrentado”, explica o 2º vice-presidente da ALMG.

Representantes da Associação dos Bataticultores do Estado de Minas Gerais (Abasmig), da Cooperativa dos Morangueiros Pantanenses (Coompa), da Associação dos Morangueiros de Estiva (AME) e da Associação Ambiental São Sebastião dos Campos (SSC) se uniram e solicitaram especial atenção sobre o assunto. “Ao acolher este pedido de ajuda, mostramos que é preciso dar atenção a esses produtores que tanto trabalham para a geração de riqueza em nosso Estado. Precisamos de alternativas que estimulem o desenvolvimento saudável da nossa agricultura”, finaliza o autor do requerimento.

Para representar o governo estadual na audiência, foram convidados os secretários de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Pedro Coutinho; de Fazenda, Afonso Bicalho; de Desenvolvimento Agrário, professor Neivaldo; o superintendente Estadual do Banco do Brasil, Reinaldo Yokoyama; o presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais, Glênio Martins; e o diretor-geral do Instituto Mineiro de Agropecuária, Marcílio de Souza.

Serviço: Audiência pública para debater a situação dos horticultores do Sul do Estado, em especial no que se refere às culturas de morango, batata e brócolis.
Quando: 9 de maio, terça-feira, 15h.
Local: Plenarinho III da Assembleia Legislativa de Minas Gerais – Rua Rodrigues Caldas, 30, Santo Agostinho, Belo Horizonte.

Categorias de Notícias

Voltar ao topo