Políticas de incentivo à doação e idade máxima e mínima de doadores é de autoria do Deputado Dalmo Ribeiro

Toma nova importância no debate científico o transplante de medula óssea, tema defendido constantemente pelo deputado estadual Dalmo Ribeiro por meio da Lei 20.835 de 2013, de sua autoria, em que define a idade máxima dos doadores para potencializar o número de transplantes. Um homem portador de HIV desde a década de 1980 passou, nos EUA, por um transplante de medula óssea de um doador resistente ao vírus e está há 17 meses em remissão segundo os responsáveis por seu tratamento. 

Ainda que os transplantes de medula óssea não venham a revolucionar o tratamento para os 38 milhões de pessoas que têm HIV no mundo, atualmente esse tipo de avanço científico só foi possível graças aos investimentos científicos e legislações na área. Por esses e muitos outros motivos é que Dalmo Ribeiro defende que pessoas sejam doadoras para aumentar o número de compatíveis e transplantados. 

Doação 

Para ser um doador de medula óssea, os interessados devem ter entre 18 e 35 anos, estar em bom estado de saúde, não ter doença infecciosa ou incapacitante e não apresentar doença neoplásica (câncer) ou hematológica. 

No Sul de Minas, os interessados em se cadastrar como doadores podem fazer nas seguintes cidades e endereços:

 

Itajubá - Avenida Henriqueto Cardinali, s/n - (Policlínica de Varginha) - Bairro: Varginha. (35) 3449-9900

Lavras - Avenida Ernesto Matioli, 8851 - Bairro: Santa Efigênia. (35) 3694-4145

Pouso Alegre - Rua Comendador José Garcia, 825 - Centro - Pouso Alegre, Minas Gerais - (35)3449-9900

Passos - Rua Dr. José L De Barros, 313 - Passos, Minas Gerais - (35)3522-4202

Poços de Caldas - Av. José R. Prezia, 303 - Jardim Dos Estados -(35)37129012

 

Fonte: Portal G1